Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vamos atirar uma bomba ao destino

Não somos de nos contentar com o que o destino reserva para nós. Sonhamos alto e frequentemente caminhamos fora da estrada.

Os MEUS, os SEUS, os TEUS, os NOSSOS direitos. Direitos Humanos.

tumblr_ohytld5k5n1vcagbwo1_540.jpg

 

A ideia dos direitos humanos é que cada um de nós, independentemente de quem somos ou de onde nascemos, tenha direito aos mesmos direitos e liberdades fundamentais. Não são privilégios e não podem ser concedidos ou revogados. Eles são inalienáveis e universais.
A história por trás do conceito de direitos humanos é longa, mas uma das mais modernas afirmações de direitos humanos universais surgiu após as atrocidades cometidas na Segunda Guerra Mundial com a criação das Nações Unidas. O tratado que estabeleceu a ONU dá como um dos seus propósitos "reafirmar a fé nos direitos humanos fundamentais" e com o mesmo espírito, em 1948, a Assembleia Geral da ONU adotou a Declaração Universal dos Direitos Humanos.
Nas últimas décadas, a Lei Internacional dos Direitos Humanos tem crescido, aprofundando e expandindo a nossa compreensão sobre o que são os direitos humanos e como protegê-los.
Então, se esses princípios estão tão bem desenvolvidos, então por que os direitos humanos são abusados e ignorados em todo o mundo?

Não tenho resposta a esta nem a tantas outras questões, mas ainda que tivesse de pouco ou nada me satisfariam porque, na minha opinião, o problema de se continuar a desrespeitar os direitos humanos está em nós, os usuários destes, que não os respeitamos e fazemos respeitar. Grande parte de nós desconhece a Declaração Universal dos Direitos Humanos, como surgiram e até mesmo o que é a ONU. (Sim, tive a noção deste facto há poucos dias.)

Bem, se eu não sei o que é uma escova de dentes não a uso, pois desconheço por completo a sua utilidade, mas até mesmo conhecendo, por vezes, tenho preguiçada de lavar os dentes… O mesmo acontece com os direitos humanos, primeiro tenho que saber o que são, saber como surgiram e depois é indispensável adotar uma opinião critica acerca do mundo, procurando estar informado. A preguiça domina-se com persistência e acima de tudo coragem, para prevenir e combater, quando surgem, as cáries.

Será que o que acontece no médio oriente, não me pode afetar a mim? Será que eu sei que na minha família, na minha comunidade, no espaço em que habito, não há violação dos direitos humanos? E se fosse eu? E se fosse comigo…?  

O mundo precisa que sejamos empáticos, observadores e ativos! Obrigados aqueles e aquelas que lutam por manter a paz, por proteger e salvaguardar os meus direitos, os seus direitos, os teus direitos, os direitos humanos.

Para terminar, peço ouças o Secretário-Geral que, neste dia tão importante para nós, deixa uma mensagem de paz e apela à ação. O respeito pelos direitos humanos é imprescindível para o desenvolvimento e a paz.

 

 

   Eu defendo os direitos humanos e tu?                 

                                                       

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.