Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vamos atirar uma bomba ao destino

Não somos de nos contentar com o que o destino reserva para nós. Sonhamos alto e frequentemente caminhamos fora da estrada.

We're back

So, we're back.

 

Contras:

Voltamos ao acordar cedo.

Voltamos ao deixar-nos adormecer.

Novo ano, novas pessoas, novas primeiras impressões.

Voltamos aos despertadores para as 6:30, 6:40, 6:50, 6:55, 6:59 e 7:00.

Eu: ''Mas não me apetece pequeno-almoço!'' Mãe: ''Come e cala-te. ... Mas come, café não é pequeno-almoço!''

Voltamos à torturante viagem de autocarro às 8h da manhã.

Voltamos a ouvir aquela campainha infernal (pior, agora toca mais vezes!)

Mãe: ''Não, não te posso ir buscar, ficas aí até às 6h. Chora, mas vê lá não faças chichi, não tens uma muda de roupa!'' 

Voltamos ao bar cheio e não há um sítio para nos sentarmos- SAIAM DA FRENTE MATES EU MANDO, CLASSIFICADA SENIOR NESTE EDIFÍCIO, GET OUT OF THE WAY, FRESHMEN AND PEASANTS!!!

Pessoas: ''Almoçamos na escola hoje, já tiramos a senha.'' Eu: ''Eu não....'' 

Os 350 minutos semanais de História (caíu-me uma lágrima!).

''Tens falta.'' Então parece que não há tolerância...

(Em breve) voltaremos a ser severely sleep deprived students.

Demoro 10 minutos na fila do bar e como a minha sandes em 5.

Eu: ''Amanhã só entro às 10:35.'' Mãe: ''Pois, e eu entro às 8h, vais no autocarro.''

Testes.

APRESENTAÇÕES ORAIS!!

''Vocês são pré-universitários...'' x4/aula.

O drama das médias, e se não chega???

''Ups, aula extra amanhã!''

A Mi tem explicações, e eu fico alone.

''Em breve têm de decidir o vosso futuro!''

Temos de escolher um inferno.

 

Prós:

Prom (ainda não decidi se é um pró, se um contra)

TCHAU B****ES  VEJO-VOS NOS INFERNO (se escolherem o mesmo que eu) 

 

There is NO ABSOLUTE WAY I can do this for nine months!

 

Sorry, I'm late, muito ocupada a fazer a vida dos outros acontecer! Also, a resposta do desafio: ''As aulas ainda não começaram e eu já estou cansada.'' Era código morse!

O Problema das Leituras Obrigatórias

Vocês, todos os meus familiares e cerca de 75% dos meus amigos sabem que eu AMO ler. 

Claro que eles acham que se eu amo ler, amo ler tudo. Então aparecem com livros de cozinha, literatura erótica, livros de auto-ajuda... Agradeço pelas sugestões súbtis que preciso de melhorar os meus dotes culinários ou tornar a minha vida mais picante ou atrair melhores vibes, mas passo, muito obrigada, estou ótima!

Mas o maior problema de grande parte dos bookworms são as leituras obrigatórias!

Claro que há aquelas que são ótimas e nos dão a descobrir autênticas pérolas. Vou ser honesta, poucos foram os que encontrei que se adequaram ao meu gosto: Os Maias andaram lá perto (mas o resultado do teste não foi assim tão bom, por isso...) e no 4º ano, Os Campistas, gostei bastante, e o ano passado para Inglês, mas foi escolhido por nós na biblioteca da escola, The Catcher in the Rye, que não era mau.

Mas O Ano da Morte de Ricardo Reis está a ser uma maldição! 

Eu não consigo ler aquilo e cada vez que vejo aquela capa amarela pelo canto do olho tenho vontade de chorar. Já o escondi, não resultou, continuo a sentir-me culpada por não o ler; já procurei algum resumo que me incentivasse a lê-lo (como o que a Mi mostrou sobre Os Maias), nada! E quer dizer, os outros também não ajudam! TUDO é mais interessante do que O Ano da Morte de Ricardo Reis (sem brincadeiras, acho que até estou capaz de ler as 50 sombras para não ler o outro and I dispise as 50 sombras!)

In short: se tiverem um conselho, um desses resumos engraçados, ou qualquer coisa mesmo, digam-me, dêm-me, mas tirem-me deste tormento!

 

Dramatismo level 546385%. Não, mas a sério, terrível, e eu tenho de ler aquilo!