Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vamos atirar uma bomba ao destino

Não somos de nos contentar com o que o destino reserva para nós. Sonhamos alto e frequentemente caminhamos fora da estrada.

Pensar alto

"Pensa alto", dizia ontem um colega meu quando conversávamos sobre as possíveis carreiras profissionais que queriamos seguir.

"Pensa do tamanho que quiseres" pensava eu, uma pessoa que se força a pensar alto, porque é o mais seguro, mas continua a viver no mundo dos unicórnios e arco-íris!

Nós os jovens temos a perfeita noção de que é importante apostarmos numa carreira que nos proporcione um futuro estável, mas também consideramos que escolher uma carreira de que gostamos é sempre uma mais valia. O problema aqui é só um: nós crescemos mentalizados de que não há trabalho e de que a economia, não só nacional mas também a internacional, está numa montanha russa... que só desce! 

Então, e porque pais são pais, ouvimos constantemente coisas do tipo ''Artes? Artes não te garantem o futuro!'', ''Jéssica, tu atenta nas notas, olha a média, olha o teu futuro...'', ''Vais fazer exame a isto em vez daquilo? Olha tu vê lá, vê lá se isso não te atrapalha!'' 

Tenho a sorte de ter pais que não querem a toda a força que eu siga uma determinada carreira (e agradeço profundamente), mas, e se calhar estou a ser picuinhas, estar constantemente a lembrar-me que o meu futuro está muito restringido não ajuda!

Eu sei, eu sei muito bem que estou condenada, grande parte de nós sabe! Crescemos a ouvir falar de crises financeiras, e ainda que não nos tenham afetado diretamente, muitos de nós sentimos as diferenças, aprendemos desde crianças que cinco euros a mais ou a menos pode fazer muita diferença e que o mercado de trabalho é manhoso, que, no nosso país, nem os cursos com mais saída têm emprego! Crescemos mentalizados que vamos acabar desempregados e quanto mais vamos, menos a emigração é uma hipótese.

E não é só o panorama económico que afeta o nosso futuro. Crescemos a ouvir falar de guerras no Médio Oriente e em muitos outros locais e ultimamente têm-se agravado e alastrado a todos os países. Imaginem a situação dos jovens árabes. Os seus países não lhes podem proporcionar a educação a que eles têm direto, a Europa e os Estados Unidos vêm-nos como uma ameaça. E fecham-se fronteiras, e restringe-se a imigração. Por causa do raio dos estériótipos! ''A História repete-se'' dizia a minha professora de História há alguns meses. A História está a repetir-se. Sabem aquele presidente cujo motto de campanha é um dos slogans do KKK? Aquele que quer proibir a entrada de árabes no país contra a vontade de grande parte da população (e ainda tem o descaramento de dizer que não é racista) e que não sabe que há uma lei que obriga os países a receber refugiados de guerra? Não soa familiar? Nós, principalmente, vamos sofrer com isso. 

Como é que querem que sejamos otimistas em relação ao futuro?

Sim, ele está nas nossas mãos, mas enquanto ele cá não chega, nós estamos a ver os adultos fazer asneira da grossa e arruinar tudo, pouco a pouco. A política, a economia estão desacreditadas, quem vai ser o louco que vai enveredar por esses caminhos?

Os que pensam alto.

Eu penso alto, mas ás vezes penso que penso demasiado alto.

Coisas a fazer antes de morrer

Hoje, e porque estou já de saída para Coimbra para ir à queima das fitas, as minhas inseguranças sobre o futuro voltaram a assombrar-me, mas decidi por as preocupações e pensei só nos planos. Então vou apresentar-vos uma lista com algumas das coisas que pretendo fazer antes de morrer! Algumas são coisas perfeitamente banais, outras são um pouco mais estranhas...

 

 

Viajar pelo mundo

Foi um desejo que já manifestei aqui várias vezes e que é, sem dúvida, uma das coisas que mais quero fazer! Estados Unidos, Holanda, Alemanha, Japão, é claro, Itália são os principais destinos!

 

Viajar de avião e de comboio

Nunca andei nem de avião, nunca saí de Portugal, e também nunca andei de comboio, aqui na nossa zona não há disso, nem metro.
Quero experimentar, principalmente comboio! 

 

Tomorrowland

Sou fã de EDM e acompanho vários Djs, Tomorrowland é um sonho para mim como é para qualquer fã de EDM! Um dia espero poder ir a um destes eventos espetáculares, mas vamos começar por baixo, também nunca fui a nenhum festival de verão... Aí que tristeza...

 

Tumblr famous

Ok, este já é um pouco mais estranho, mas ser Tumblr famous era demais! Já imaginaram, fazer uma publicação e receber respostas? Ter a caixa de mensagens cheia de mensagens? A minha tem estado mais seca que o deserto do Sara nos últimos meses...

 

Viver em Nova York

Ah The Big Apple, já imaginaram acordar na cidade que nunca dorme? Arranha-céus everywhere, Brooklyn, neve no inverno... Que sonho...

 

Comer pizza italiana

Acho que comer pizza original é o objetivo de qualquer amante de pizza! Pizza no seu estado puro, rodeada de vestígios romanos e, bem, rapazes italianos! (If you know what I mean...)

 

Disparar uma arma

This sounds weird...
Não, eu não quero matar ninguém! Durante muito tempo interessei-me por trabalhar em investigação criminal e acho que foi daí que veio esta vontade de disparar, SEM magoar ninguém, deixem-me sublinhar...

 

Fazer alguém feliz

Quero fazer alguém feliz no sentido de impedir que essa ou essas pessoas vivam infelizes. Talvez inspira-las, não sei, ainda estou a tentar perceber esta minha ideia...

 

Salvar uma vida

Não falo do ponto de vista médico, tenho um medo desgraçado a sangue em grandes quantidades e, além disso, estou em Humanidades! Acho que esta tem um pouco a ver com a de cima, não deixar alguém viver só por viver... Não sei, mas uma vez, tenho de pensar sobre isto... Talvez no dia em que o realizar saberei o que queria realmente!

 

Visitar um campo de concentração

Gosto de História, adoro estudar guerras e acho que a Segunda Guerra Mundial foi, a nível emocional, a pior que já tivemos! Quero estudá-la, visitar os campos, Auschwitz principalmente, a casa de Anne Frank, museus e fazer o percurso do muro de Berlim! Um pouco demais... talvez, mas para prevenir uma nova e, possivelmente, devastadora guerra, o ideal é perceber as suas causas e combatê-las...

 

Comic-Con

Qual é o fã de super-heróis, ficção científica no geral, que não quer ir a uma Comic-Con? Nenhum! Aquilo é um sonho para qualquer geek e eu pretendo aderir! Já pensei numa série de indumentárias possíveis... 

 

Ver um eclipse total do Sol

Weird... É! Muito para o lado das ciências... Também, mas eu gosto de ciências! E deve ser awesome ficar escuro a meio do dia... Ah, whatever, não sei o que estou a dizer, deixem-me apenas presenciar um que depois eu falo!

 

Estes são alguns dos meus planos, e os vossos? Alguém se oferece para viajar pelo mundo comigo ou para ir a uma Comic-Con?

Confissões de uma adolescente #2

Quantos de nós não ficamos já um pouco desanimados porque vemos pessoas que desenham super bem, outras que cantam maravilhosamente, aqueles que são ótimos num desporto qualquer, e ainda os que brilham em tudo o que fazem e nós... Bem nós estamos ali com umas notas razoáveis, fazemos uns desenhinhos que até não são maus de todo (mas ainda assim não são nada de especial), cantar é melhor nem tentar e desporto... Bem, não vamos falar disso... 

O post de hoje é dedicado a todos os que ainda não encontraram o que há de especial em si.

Também fazes parte da equipa?

 

^17CCD60174D1436C36042AEB8D3573CF0A796A2D9B04076A1

 

Muitos de nós ainda não descobrimos o nosso talento especial, tentamos desportos e falhamos miseravelmente, tentamos algo nas artes e descobrimos que não somos assim tão bons, pensamos nas profissões que gostávamos de seguir, olhamos para as nossas notas, damos uma gargalhada profunda enquanto dizemos para nós mesmos ''Esquece!''

Bem, não esqueçam! Não esqueçam nada do que querem, nada do que gostam, nada do que vos faz sentir felizes, não esqueçam!

Todos nós temos um talento, uns descobrem-no mais cedo, outros mais tarde! Tentem, arrisquem!

Vamos cair? Vamos. Vamos magoar-nos? Vamos. Vamos desiludir-nos? Vamos. 

''Você é o escritor da sua história'' li uma vez ''você faz o seu roteiro''

Nós dependemos de nós mesmos e se desistirmos dos nossos sonhos, se deixamos de fazer aquilo que realmente gostamos, o que resta de nós?! O que nos faz continuar senão os nossos sonhos?

Não pensem que há uma maneira simples de descobrir aquilo em que somos bons, não há!

Temos de nos conhecer muito bem a nós mesmos e acima de tudo, ser sinceros connosco próprios. Não vale a pena querer ser bom numa coisa para agradar aos nossos pais, ou para agradar aquele rapaz ou rapariga. Não vão ser eles a viver com a nossa escolha, somos nós! Nós é que vamos ser infelizes!

Procurem descobrir aquilo em que é bons, aquilo que gosta de fazer, o que vos deixa felizes: dançar, escrever, tocar um instrumento, pintar? Descubram e depois façam-no, façam-no muitas vezes! Não liguem ao que está por fora, não se deixem desmotivar, não percam a luz no fundo do túnel. Se perderem a vontade, ponham de parte, recomecem de novo, e façam-no até descobrirem aquilo que não conseguem deixar de fazer, o que não vos cansa! Tentem e tentem até alcançarem o vosso objetivo, o vosso sonho e façam-no por vocês, pela vossa felicidade.

Acham que não têm nenhum talento?! Têm sim, todos temos, e não podemos deixa-lo escapar! Talvez tu que estás a ler isto sejas o próximo Steve Jobs, o próximo Albert Einstein, ou então a próxima J.K. Rowling.

 

 

“Destiny is usually just around the corner. Like a thief, a hooker, or a lottery vendor: its three most common personifications. But what destiny does not do is home visits. You have to go for it.”
Carlos Ruiz Zafón, The Shadow of the Wind

 

 

 

Referências:

Imagem: https://www.pinterest.com/pin/424886546069251922/?from_navigate=true